EP #1

by Quatro Paredes

/
  • Streaming + Download

    Includes high-quality download in MP3, FLAC and more. Paying supporters also get unlimited streaming via the free Bandcamp app.

      name your price

     

1.
03:55
2.
04:12
3.
4.
04:03
5.
04:20
6.
04:59

about

Lançado em dezembro de 2013, o EP marca o início do projeto "Quatro Paredes", expondo pela primeira vez as músicas criadas ao longo dos últimos anos por Renato Limonge. As faixas traduzem cada sentimento desse período solitário, alternando entre incertezas, certezas, loucuras e desejos. Ouça e absorva essa experiência.

credits

released December 16, 2013

tags

license

all rights reserved

about

Quatro Paredes São Paulo, Brazil

Idealizada e produzida por Renato Limonge, a banda Quatro Paredes é um projeto musical independente, focado na concepção de músicas de forma distinta, feitas do começo ao fim em um único lugar, por uma única pessoa, em takes únicos, entre quatro paredes. ... more

contact / help

Contact Quatro Paredes

Streaming and
Download help

Track Name: Minha Lei
Quem sabe então ouvir um pouco do que é antes de retrucar
Quem sabe nem falar até pra resumir o pouco que ficou aqui

Quem sabe nem tentar, pensar em desistir, pra não se machucar
Mas vale a pena ser mais um na multidão e não tentar mudar?

Pois eu sei
Que não dá pra parar
O que eu sei
Não dá pra confiscar
É minha lei
E é bom acreditar
Eu sigo assim só pra cantar
Que até o fim não vou me entregar

Não me parece são, parece marginal, bater sem perguntar
Quem sabe ensinar seja uma solução que não vão aplicar aqui

Enquanto ninguém mais parece se importar, o mundo segue assim
Mas isso vai mudar e você pode crer que tudo tem um fim

Pois eu sei
Que não dá pra parar
O que eu sei
Não dá pra confiscar
É minha lei
E é bom acreditar
Eu sigo assim só pra cantar
Que até o fim

Pois eu sei
Que não dá pra parar
O que eu sei
Não dá pra confiscar
É minha lei
E é bom acreditar
Eu sigo assim só pra cantar
Que até o fim não vou me entregar

Eu não vou parar (2x)
Track Name: Insalubre
Se meu medo fosse andar
O problema era cair
Se então fosse só tentar
O mal era desistir
Mas o risco é bem maior
E ninguém sabe de cor
O que ainda há pra ver até morrer

Insalubre como andar
Sem pensar no amanhã
Insensato como crer
Que se vive num divã
Impensável é pensar
No que ainda vai mudar
Nesse mundo que insiste em não parar

Não que isso seja como entender
O mal que há em correr

Ao pensar que vai cair
Ao pensar que vai partir
Ao pensar que vai cair
Ao pensar que vai sumir
Sem ver

Não que isso seja como entender
O mal que há em viver

Ao pensar que vai cair
Ao pensar que vai partir
Ao pensar que vai cair
Ao pensar que vai sumir...
Track Name: O que eu já sei
E se eu contar pra você que sou o que eu sei
E se eu souber que ninguém é bom eu serei?

Eu só quero tentar entender tudo aquilo que eu já sei
Eu só quero tentar entender tudo aquilo que não, tudo aquilo que em vão
Agora eu sei
Isso eu já sei...

E se eu parar pra pensar então e surtar, nem pensar
Melhor viver sem saber porque, é melhor, vou tentar

Eu só quero tentar entender tudo aquilo que eu já sei
Eu só quero tentar entender tudo aquilo que não, tudo aquilo que em vão
Agora eu sei
Isso eu já sei...
Track Name: Pedaços
Passo largo pra tentar esconder
Outro passo pra voltar a entender
Um pedaço do que falta mover
Mais um pouco vai, outro pouco pra ver

Acordado entre a cama e o chão
Não tem medo mas procura entre as mãos
Onde está aquela fé que sumiu
Entre os dedos foi, como um raio partiu...

Calculando novos rumos em vão
Sabe que não vai passar, está são
Com a sorte ao lado não vai errar
Com a morte já não consegue brincar

Cada corpo trás um pouco de quem
Algum dia não pensou em ninguém
A desculpa para não se perder
Mas já se perdeu, não há nada a fazer

Mais um dia a nascer
Sentir medo pra que?
Cedo ou tarde vai ver, porque
Tudo volta ao lugar
Quando tudo acabar
Algo vai te fazer, viver

Uma linha a mais
Um pedaço cai
Do que é capaz?
O que é que faz?
Não basta querer
Basta só saber
Que não há mais para onde correr...

Mais um dia a nascer
Sentir medo pra que?
Cedo ou tarde vai ver, porque
Tudo volta ao lugar
Quando tudo acabar
Algo vai te fazer, morrer

Mais um dia a nascer
Sentir medo pra que?
Cedo ou tarde vai ver, porque
Nada volta ao lugar
Como vai escapar?
A corrente a levar...
Track Name: Quatro
Sem tempo nem pra respirar
Saiu só do seu lugar
Não há tempo a perder
Parou pra ver

Quem passa nunca vai pra lá
Olha e não vai nem notar
Que há mais alguém ali
Será um fim?

Não volta atrás pra não perder
O que não nasceu pra ser
Não dá mais pra entender
Parar pra que?

Mais tempo pra pensar no que?
Chega não quer mais sofrer
Ponto pra quem sabe crer só na TV

Quem não vai julgar?
Quem vai encontrar?

Todo mundo vai, todo mundo vem (vem!)
Daqui a pouco não vai sobrar ninguém
Tempo pra pensar que tudo chega ao fim
Como não notar que nada é tão simples assim?

Dois passos para acabar
Tudo volta ao seu lugar
Não existe nada ali
Mas crê que sim

Fim, não há mais o que tentar
Caiu ao chão sem nem pensar
Cai por terra e vai pro ar, não vai voar

Quem não quer saber?
Quem vai entender?

Todo mundo vai, todo mundo vem (vem!)
Daqui a pouco não vai sobrar ninguém
Tempo pra pensar que tudo chega ao fim
Como não notar que nada é tão simples assim?
Track Name: Viva
Cada porta que se abrir vai
Me levar a ver o que mais
Tenho a aprender ou crer
Que não sou mais que um ser

Eu tenho o tempo como um irmão
Eu tenho calma, dor, compaixão
Do que sei já posso ver
Que em nada posso crer

Das palavras que ouvi não
Espero que me mostrem que são
Todos certos como eu
Só vejo um lado, o meu

E como todos sou tão normal
Eu vejo o mundo girar por igual
Em tantos dias já morri
Em outros resisti

Eu não vou mais parar porque
Eu não vou mais girar e ver
Tudo passar por mim
Não mate o meu sonho aqui
Eu não vou nem pensar no que
Me leva a ver que basta
Entregar o corpo e respirar pra ver
O tempo me empurrar
E o mundo me levar

As horas passam sem avisar
Carregam dias, meses, no ar
Como um pedaço do que é meu
Ou o que me venceu

E essas marcas ficam pra trás
Apenas letras guardam a paz
Daquilo que escrevi pra ver
Que em tudo posso crer

Eu não vou mais parar porque
Eu não vou mais girar e ver
Tudo passar por mim
Não mate o meu sonho aqui
Eu não vou nem pensar no que
Me leva a ver que basta
Entregar o corpo e respirar pra ver
O tempo me empurrar
E o mundo me levar